3.8.12

k-misster

Aos 22 anos eu montei minha primeira empresa. Uma confecção. O nome era K-misster, e ficava na Avenida Nacionalista, número 100, Itaquera, SP. Aluguei um galpão, comprei doze máquinas na rua São Caetano, montei um bom estoque de tecidos, que comprei na 25 de março, contratei dezessete costureiras e soltei o meu barquinho em alto mar. Eu também desenhava os modelos. Cheguei a vender, entre outros, vários lotes para as Lojas Piter, que ficavam ao lado do Teatro Municipal. Mas a fábrica era muito longe, e eu queria curtir a vida e estudar filosofia... Depois de quatro meses larguei tudo. Dei as máquinas para as costureiras, comprei um carro conversível — e saí pelo mundo. Viver novas experiências.
Deu certo.

4 comentários:

Edson Marques disse...

A ousadia move o mundo.
http://mude.blogspot.com.br/2012/08/k-misster.html
É a vida...

Anônimo disse...

Genio!

Ross disse...

Puxa, Edson... encantada com sua escrita.
Infelizmente, depara-mo-nos com "falsas" autorias , constantemente, na net. Tento policiar-me sempre quanto a isso; porém, por praticidade e comodismo, nem sempre investigamos a fundo o real autor de alguns textos. O Veríssimo até escreveu um artigo sobre essa problemática.
Bom, extraí a referida expressão do endereço: http://claricelispectorclarice.blogspot.com.br/.

Retificarei.
Abraços fraternos.

ELANE, Mulher de fases! disse...

Nossa, eu tb já viví muitas coisas legais, gostei, parabéns pela coragem!!