7.7.17

ave do paraiso

A ave do paraíso em que eu me transformei tem duas asas coloridas e saudáveis. A primeira delas é o amor desgovernado; a segunda é a liberdade absoluta. E se eu não bater ambas as duas — simultaneamente — eu caio.

Nenhum comentário: