29.5.11

bastante liberdade

Apesar de eu já ter dito a Paulo Coelho, várias vezes, que não autorizo e não quero que ele publique meu poema Mude em suas colunas, ele não se emenda. Continua, insistente, publicando. Desta vez, Paulo Coelho publicou meu poema em sua coluna no Clarin, da Argentina, sem sequer citar o título. Veja:

Clarin - Revista VIVA - página 86 - edição de 29 de maio de 2011

Ele diz que o poema Mude é um texto "anônimo, porém conhecido". Paulo Coelho chega até a fazer-me um elogio, ainda que de forma indireta: "Um autor sem nome [que] enumera as transformações possíveis e desejáveis. Desde as minimalistas até as essenciais — que nos levam a ser quem somos." Também diz que eu posso ter escrito esse poema "num momento de inspiração, único e irrepetível — mas suficiente para deixar nele a minha marca". Contudo, ele não cita o autor, apesar de já saber que sou eu!

Mas o pior é que Paulo Coelho mexeu no meu poema. Adulterou o texto. Mudou a frase final, além de adulterar outras partes também. Cara-de-pau. Sem minha autorização — fez mudanças no meu poema Mude. Caso você queira ver várias outras publicações de textos meus feitas por Paulo Coelho, inclusive no Twitter e Facebook, dê um click AQUI. Ele nunca citou-me como autor. Moverei ação judicial contra esse plagiador.

Nenhum comentário: